cães na guerra

Com uma história muito antiga, que nos leva ao tempo do Império Romano, esses cães eram utilizados inicialmente na ajuda das ofensivas em guerras pelos antigos romanos, principalmente por serem cães grandes, robustos e corajosos, estamos falando do Molosso Romano (Canix Pugnax), o antecessor do Cane Corso.

Como se percebe, o Cane Corso é uma raça originária da Itália e acompanha os italianos por séculos, utilizado desde seu princípio na condução do gado, na caça de grandes presas, na proteção das casas e também das pessoas. Sua versatilidade tem sido uma de suas principais características desde sua origem.

Entretanto em meados do século passado a raça estava em perigo de extinção por causa das mudanças na forma de vida nas regiões onde viviam habitualmente, até que nos anos 70, um grupo de admiradores da raça se juntaram para iniciar a sua recuperação, através de uma árdua busca pelos exemplares que mais características tinham para assim de fato começarem um programa de seleção e cria.

Esse molosso italiano, teve seu primeiro padrão estabelecido em 1987 pela ENCI (Ente Nazionale della Cinofilia Italiana), mas somente foi reconhecido pela FCI (Fédération Cynologique Internationale) em 1996 com o nome de Cane Corso Italiano. Essa raça vem ganhando cada vez mais notoriedade no mundo canino, tudo isso graças ao seu temperamento, aptidão com crianças, lealdade e coragem. É extremamente dócil e confiável com seus donos e familiares, sendo impressionante o carinho e respeito que tem com as crianças. Em se tratando da sua função principal que é a guarda, o Cane Corso é implacável contra os invasores e pessoas suspeitas, se transformando numa fera, que sabe perfeitamente distinguir uma situação de risco de situações normais e cotidianas.

São cães com muita energia e que podem ser treinados e utilizados como cães de terapia, para provas de agility, esportes caninos de guarda e proteção como Schutzhund, Mondioring, IPO, na caça e pastoreio, ou simplesmente ser a melhor companhia da família.

1º pai no Brasil

Contudo, para se obter todo esse potencial dos Cane Corsos, necessita-se de muita dedicação e experiência por parte dos criadores e apaixonados pela raça, que obrigatoriamente precisam se preocupar com todas características, que só se alcançará com uma criação responsável e que sempre busca as melhores compatibilidades entre os exemplares para transmitir todas as qualidades aos seus descendentes, sejam elas psíquicas como de saúde. Comprar um filhote baseando-se no preço baixo e esquecendo de priorizar por suas qualidades hierárquicas (filiação), de origem (quem é o criador e sua reputação), você estará fadado ao desapontamento.

 

 

Pela FCI, foi atribuído claramente o seu temperamento no padrão oficial da raça como:

"de tamanho médio para grande. Robusto, forte e contudo elegante. Seus contornos nítidos revelam músculos possantes ... cuidando da propriedade, da família e do gado; é extremamente ágil e obediente. No passado, foi utilizado para guardar o gado e caçar animais grandes."